Configuração de impostos no SAP Business One

Outubro 18, 2016 Dicas SAP B1 0 Comments
  1. Acesse o plano de contas através do menu FINANÇAS > PLANO DE CONTAS;
  2. Acesse a gaveta PASSIVO;
  3. Crie, dentro do bloco de contas de impostos a pagar, uma conta analítica de impostos a pagar, que será uma conta geral, onde a numeração final da conta seja 9999. Por exemplo: Impostos a pagar – Conta 2.01.01.03.9999;
  4. Marque esta conta como conta controle e adicione a conta em seu plano de contas;
  5. Feche esta tela e acesse o cadastro de parceiros de negócios através do menu PARCEIROS DE NEGÓCIO > CADASTRO DE PARCEIROS DE NEGÓCIOS;
  6. Crie, dentro do cadastro, vários cadastros de impostos onde:
    • Na aba GERAL, o código do PN seja criado iniciado da letra T (tributos), seguido de uma numeração seqüencial que poderá ser definida pelo cliente (tanto a quantidade de dígitos quanto a forma da sequência;
    • Na aba GERAL, selecione no campo de tipo de PN, a opção FORNECEDOR;
    • Ainda na aba GERAL, coloque o nome do imposto que será cadastrado (ICMS, IPI, PIS, COFINS…);
    • Na aba CONTABILIDADE, selecione no campo CONTAS A PAGAR, a conta controle de impostos a pagar que foi marcada como conta controle anteriormente;
    • Adicione o PN e feche a tela;
  7. Acesse o menu FINANÇAS > LANÇAMENTOS PERIÓDICOS;
  8. Crie o lançamento periódico dos impostos criados, para que este seja alertado na data do vencimento e para que a provisão seja prevista nos relatórios de contas a pagar e fluxo de caixa (Padrão SAP). Este lançamento será realizado com a seguinte classificação contábil:
    • Valor: O valor previsto de impostos que será considerado no fluxo de caixa mensal;
    • Vencimento: A data do vencimento do imposto;
    • Débito – Conta de imposto a pagar específica do tributo em questão (ex: ICMS ST);
    • Crédito – PN do imposto em questão (ex: ICMS ST);
    • Frequência: A frequência de pagamento desta guia de imposto;
    • Em: A data que o lançamento periódico aparecerá na tela do usuário;
    • Próxima execução: Data do próximo lembrete na tela;
  9. Salve o lançamento periódico e feche a tela;
  10. Durante o funcionamento da empresa, são geradas várias notas fiscais de saída e notas fiscais de entrada, gerando débitos na conta de impostos a pagar e aproveitando créditos na conta de impostos a recuperar;
  11. Após o lançamento de todas as notas fiscais do período, será feito pelo usuário responsável uma apuração do imposto, confrontando as contas de impostos a pagar (débito) contra a conta de impostos a recuperar (crédito), sempre no último dia do período em questão. Haverão duas ações nestes casos, que seguem abaixo:

Situação 1 – Impostos a restituir é maior que Impostos a pagar

  1. Se neste confronto, a conta de impostos a restituir permanecer devedora, não haverá impostos a pagar;
  2. Realize o lançamento contábil manual de apuração de impostos, que consiste em:
    • Débito – Imposto a pagar (passivo)
    • Crédito – Imposto a restituir (ativo)
  3. Confira o valor do saldo de imposto a restituir, para verificar se está idêntico ao saldo calculado pelo contador/responsável pelo fiscal;
  4. Se o lançamento periódico já tiver “piscado” na tela do usuário, informando a data do vencimento, clique em REMOVER na tela do lembrete de lançamento periódico;
  5. Se na data desta constatação o lançamento periódico ainda não tiver “piscado” na tela, acesse o lançamento periódico no menu FINANÇAS > LANÇAMENTO PERIÓDICO;
  6. Busque na tela o lançamento periódico do imposto credor (que não será pago);
  7. Verifique se no campo INSTÂNCIA está aparecendo o dígito “0”. Se não estiver, você não está alterando o registro mestre do lançamento periódico e sim um lançamento do apenas daquele mês. Busque o lançamento periódico correto até encontrar um lançamento com instância “0”;
  8. No campo PRÓXIMA EXECUÇÃO, mude a data para a próxima execução do mês seguinte;
  9. Clique em Atualizar. Fazendo isso, o lançamento periódico só será novamente acionado no mês seguinte.

 

Situação 2 – Impostos a pagar é maior que impostos a restituir

  1. Se neste confronto, a conta de impostos a pagar permanecer credora, haverá impostos a pagar;
  2. Realize o lançamento contábil manual de apuração de impostos, que consiste em:
    • Débito – Imposto a pagar (passivo)
    • Crédito – Imposto a restituir (ativo)
  3. Confira o valor do saldo de imposto a pagar, para verificar se está idêntico ao saldo calculado pelo contador/responsável pelo fiscal, que está identificado na guia de pagamento;
  4. Se o lançamento periódico já tiver “piscado” na tela do usuário, informando a data do vencimento, dê duplo clique no número de índice (número abaixo do caractere #) na linha do lançamento periódico a ser executado;
  5. Verifique no campo INSTÂNCIA se a que está sendo alterada é uma instância diferente de 0. Caso a instância seja igual a zero, repita as etapas descritas do número 24 em diante;
  6. Altere os campos de observações do diário e os campos de referência, caso seja necessário;
  7. Altere nas contas de débito e crédito para o valor correto e exato da guia de imposto que será provisionada no Contas a Pagar (este saldo foi conferido na tarefa anterior);
  8. Clique em ATUALIZAR;
  9. Selecione novamente a linha do lançamento periódico que será executado;
  10. Clique em EXECUTAR e em ADICIONAR;