ERP e Compliance: Como estão ligados?

Uma das palavras mais utilizadas hoje no mundo corporativo é Compliance… O que é isso e o que tem a ver com meu negócio e com o ERP da minha empresa?

 

Prevenindo com o Compliance para não remediar com o caixa

 

O que é compliance?

Comply, em inglês, significa ‘agir em sintonia com as regras’, o que já explica um pouquinho do termo Compliance em termos didáticos, significa estar absolutamente em linha com normas e controles internos e externos além de todas as políticas de diretrizes estabelecidas para o seu negócio. É a atividade de assegurar que a empresa está cumprindo à risca todas as imposições do órgãos de regulamentação, dentro de todos os padrões exigidos de seu segmento. E isso vale para as esferas trabalhista, fiscal, contábil, financeira, ambiental, jurídica, previdenciária, ética, etc.

Com base na definição acima, posso afirmar que o ERP é uma das principais ferramentas para a aplicação efetiva do Compliance em uma empresa.

Vamos discorrer isso de forma prática, ou seja, como o ERP aplica o Compliance no dia a dia das empresas:

  • A parametrização, em especial, fiscal e contábil garante que as escolhas que dependem do usuário são mais restritas e definida por quem realmente está focado e conhece da legislação e das necessidades gerenciais da empresa.
  • Os fluxos de autorização que são inseridos nos sistemas têm um papel muito importante no processo empresarial uma vez que:

1- Evidenciam o conhecimento prévio dos responsáveis do que está ocorrendo
2- Possibilitam a criação de níveis de alçada para tratamento das exceções por quem de direto – e somente delas, proporcionando ganho de tempo e eficiência
3- Tangibilizam as regras empresariais a todos que utilizam o ERP

  • Compartilhamento e integração das informações entre as diversas área da empresa, evitando retrabalho e garantindo a qualidade das mesmas.

Devemos lembrar que a tecnologia embarcada nos sistemas de ERP tem como objetivo, aumentar a segurança e eficiência reduzindo os custos, em especial de retrabalho, necessidades de auditorias e manutenção de relatórios paralelos.

Isso acontece na sua empresa? Você tem o melhor ERP e o utiliza com eficiência?
Se a resposta for não, é hora de fazer acontecer!